top of page

A retomada do Mõg
Walderes Coctá Priprá de Almeida

2023
 

O Mõg é uma bebida preparada pelo povo Laklãnõ/Xokleng em ocasiões especiais como casamentos, comemoração de caçadas bem-sucedidas e para o ritual de perfuração de lábios. Os principais ingredientes para sua produção são mel e xaxim, assim como a pedra-ferro e outros elementos importantes na fermentação. Sua produção era liderada pelos homens e principalmente pelo ancião da comunidade. Tudo que o indígena precisava para sua preparação ele pedia para a natureza como uma forma de respeito. A participação das mulheres era restrita a mascar miolo de palmito ou pinhão.

 

Com o projeto pedagógico de Walderes, foi preciso que os anciãos homens ensinassem a ela todos os procedimentos de preparação do Mõg. A preocupação com a manutenção do conhecimento e desta cultura por parte dos anciãos permitiu que os anciãos repassassem a prescrição de cada etapa, e fez com que Walderes se tornasse a primeira mulher a passar por todas as fases de preparação da bebida: desde a relação com as abelhas ao colher o mel, a escuta do rio para escolher a melhor pedra-ferro, a construção do recipiente com as madeiras mais adequadas, até servir a bebida pronta. Walderes inaugurou uma ação histórica para a história de vida das mulheres indígenas e ao mesmo tempo transformou sua experiência em um projeto de ensino.

 

Este  livro, com texto de Walderes, escrito na língua materna Laklãno/Xokleng e em português, desenhos e imagens produzidos na aldeia de maneira coletiva, conta a história do Mõg e sua retomada que vem carregada de práticas e  saberes ancestrais. Além da publicação ter a função de registro histórico-cultural, seu plano de distribuição — que compreende a ampla difusão do livro em formato impresso e digital — propõe a divulgação da produção literária e artística de autoria indígena, a visibilidade da etnia no Estado de Santa Catarina e a sustentabilidade através da distribuição comercial pelas aldeias, como um produto a ser somado ao artesanato e outros itens comercializados por seus integrantes.

 

“A retomada do Mõg: bebida tradicional do povo Laklãnõ” não é somente um livro escrito por uma pessoa indígena, mas por uma mulher indígena que resgatou uma tradição e a modificou para que não deixasse de existir, ultrapassando questões de gênero e criando um espaço de fortalecimento para educação indígena. Ele é um registro histórico, língua escrita, material de pesquisa e produto cultural para o compartilhamento e difusão de saberes.

 

O livro foi produzido durante o processo de pesquisa do filme Vãnh gõ tõ Laklãnõ, dirigido por Barbara Pettres, Flávia Person e Walderes Coctá Priprá e do projeto Portal de Saberes Laklãnõ.

A retomada do Mõg

R$ 28,00Preço
    bottom of page