COLEÇÃO QUASE IGUAL

por Marcos Walickosky

2019

Publicações em forma de cópias de textos sobre apropriação, autoria, reprodução, cópia e plágio como escrita. Este trânsito de texto para pensar a escrita nas artes visuais tocando no território da literatura são tratadas na pesquisa Escrever-através, de Marcos Walickosky, o curador desta coleção.

 

A coleção Quase igual é composta por quatro textos reproduzidos com impressora multifuncional, à laser, em papel A4 sulfite branca e encadernados manualmente com costura (quase igual 1, 2 e 4) e grampo (quase igual 3). Cada livro é colocado em um plástico transparente com fecho zip, referenciando o projeto gráfico de Escrever-através.

 

A produção foi feita em casa (a mesma casa do curador e da editora) e lançada no evento “Ctrl c + Ctrl v: sobre apropriações e procedimentos de escrita nas artes visuais”, realizado na Flamboiã 2018.

 

quase igual 1

Plagie, copie, manipule, robe, reescriba este libro, de Valeria Mata.

 

quase igual 2

Theory, de Kenneth Goldsmith.

 

quase igual 3

Lei nº 9.610 de 19 de fevereiro de 1998 da Casa Civil/Subchefia para Assuntos jurídicos/Constituição Federal Brasileira.

 

quase igual 4

Xerox Book, de Seth Siegelaub.